De onde vem a B12 usada nos suplementos?
Ciências biológicas

De onde vem a B12 usada nos suplementos?

Sabe-se que a vitamina B12 – também chamada de cobalamina – é um nutriente encontrado em alimentos de origem animal. Porém, muitos suplementos contendo essa vitamina disponíveis nas farmácias são tarjados como veganos. Então, de onde vem a B12 usada nos suplementos?

A origem da vitamina B12 dos suplementos

Quando um vegano pergunta de onde vem a B12 usada nos suplementos, ele pode estar preocupado com uma possível origem animal. Vida de vegano é assim mesmo. Porém, a vitamina B12 dos suplementos não é extraída de animais. Ela é fabricada em laboratório. E o mérito dessa fabricação é da biotecnologia, ou melhor, daqueles que a colocam em prática. A biotecnologia é uma atividade que envolve o uso de organismos e células para fabricar substâncias de utilidade clínica e científica.

De onde vem a B12 usada nos suplementos? Dos produtores microscópicos

E como a produção de B12 se insere na biotecnologia? Bem, organismos vivos, no caso, bactérias, produzem em laboratório a vitamina B12. Por isso, desde que um suplemento de vitamina B12 não contenha, em sua fórmula, nenhum outro ingrediente de origem animal, ele pode ser considerado vegano.

Entretanto, essa não é a única maneira possível de produzir vitamina B12. Existe também um método de síntese química de vitamina B12 que não envolve o uso de microorganismos. Isso desde o século 19. No entanto, tal processo de síntese química é extremamente caro e complexo. Sendo assim, segundo artigo publicado na última edição da revista Frontiers in Bioengineering and Biotechnology, os principais fornecedores mundiais de vitaminas dependem da produção microbiana – ou seja, dos microorganismos – para produzi-las. De acordo com a publicação, as vitaminas A, D, C, E, K e do complexo B também podem ser fabricadas por microorganismos. Por exemplo, as bactérias que produzem, em laboratório, a vitamina B12 são principalmente a Pseudomonas denitrificans e a Propionibacterium freudenreichii.

A fabricação microbiana é mais segura, econômica e ecologicamente correta

Para os autores, que são especialistas em biotecnologia de várias universidades e institutos de pesquisa chineses, a fabricação de vitaminas por meio de microorganismos é uma opção muito vantajosa quando comparada à síntese química. Eles explicam que “os métodos de síntese química geralmente requerem altas temperaturas ou reatores pressurizados e usam produtos químicos não renováveis ​​ou solventes tóxicos que causam preocupações com a segurança do produto, poluição e resíduos perigosos”. Além de prejudiciais ao meio ambiente, tais métodos podem ser caros. Em geral, até a eliminação dos resíduos gerados nesses processos pode ser dispendiosa.

Em constraste, o método de fabricação microbiana tem, segundo os autores, baixo custo, baixo consumo de energia e fácil reciclagem de resíduos. Segundo eles, é uma técnica reconhecida por pesquisadores, além de mais favorável ao meio ambiente e mais segura do que os métodos químicos. Conforme a biotecnologia amadurece, essa abordagem é cada vez mais usada na indústria para aumentar a produção de diferentes vitaminas. Em conclusão, para os autores, “as fábricas de células microbianas para a produção de vitaminas são verdes e sustentáveis ​​do ponto de vista ambiental e econômico”.

E, por falar no assunto, não esqueça da sua B12!

Já que falamos de vitamina B12, o Veganismo e Ciência aproveita para lembrar o caro leitor – desculpe, mas não cansaremos de lhe lembrar – da necessidade de tomar suplementos de vitamina B12. Essa é uma medida praticamente indispensável para veganos, sobretudo quando se tratam de crianças, gestantes, mulheres que amamentam e idosos. Infelizmente, nem todos sabem dessa necessidade. Por isso, ajude a proteger a saúde das pessoas – espalhe a informação.

Mas, atenção! Nenhuma faixa etária está dispensada da necessidade de B12. De fato, mesmo aqueles que consomem produtos de origem animal podem ter deficiência de vitamina B12. As consequências da deficiência podem ser graves e até irreversíveis.

Se você é vegano, faça a suplementação de, pelo menos, 5 mcg (microgramas) por dia. Também servem aqueles suplementos com doses diárias de 10 mcg. Aliás, use e não abuse – tome apenas a dose indicada. A falta faz mal, mas o excesso – de qualquer substância – também.

Saiba mais em Falta de B12 pode causar danos irreversíveis, Veganas que amamentam devem tomar B12 e Um quarto das veganas não toma B12, diz estudo.


Referências bibliográficas:


Banner Página Livros 3

Cursos Recomendados:


Livraria Vegana


Comentários