Veganismo e qualidade de vida

Por que ser vegano agora mesmo

Há muitos motivos para alguém se perguntar por que ser vegano. De fato, uma pessoa pode precisar dessa informação para convencer a si mesmo e, às vezes, para convencer a outros. Por exemplo, nem todo mundo tem facilidade de levar adiante, por conta própria, a decisão de se tornar vegano. Certas pessoas, por uma razão ou outra, podem depender de outros para assumir esse estilo de vida. Nesse sentido, a finalidade deste artigo é ajudar aqueles que precisam de justificativas para convencer a si mesmos ou a outros quando a pergunta é: por que se tornar vegano?

O veganismo melhora a sua saúde

A maioria dos veganos com quem nos deparamos assume esse estilo de vida em razão do amor pelos animais. Logo, é uma decisão baseada em compaixão, moral e ética. Por outro lado, eles sabem também que o estilo de vida vegano – isto é, o veganismo – não afeta negativamente a sua saúde. Pelo contrário, a saúde melhora em proporções extraordinárias. De fato, a ciência mostra e nós, veganos, comprovamos isso na própria pele. É incrivelmente perceptível e muito gratificante. Conhecimento de causa.

Poucos dias depois de se adotar a alimentação vegana, as mudanças são notáveis. A energia e a disposição aumentam. Problemas de saúde começam a desaparecer. No entanto, é evidente que tudo isso depende de muitos fatores. O mais importante e definitivo desses fatores é o tipo de alimento que passará a ser consumido. Por exemplo, se as principais refeições forem baseadas em opções ricas e saudáveis, como combinações de arroz integral com algum tipo de leguminosa – tais como feijão ou lentilha ou grão de bico ou ervilha seca partida – a transição será um sucesso.

Repare que esta é apenas uma das inúmeras opções, pois há uma infinidade de alimentos saudáveis para atender aos mais variados paladares. Para saber mais sobre o tipo de alimento que você deve consumir para que a sua transição para o veganismo seja um sucesso, consulte o artigo Como ser vegano agora mesmo, e também o artigo Lista de supermercado vegana.

Não é difícil acertar na hora de adotar uma alimentação vegana saudável

Os eventuais fracassos de que se houve falar sobre a adoção do veganismo se devem ao tipo de alimentação adotada. Afinal, fast food vegetal também existe. E se uma pessoa vegana ou carnívora se alimentar da maneira errada, certamente prejudicará sua saúde. Entretanto, é preciso deixar uma coisa bem clara. É sério, muita atenção para esta informação: não é nada difícil acertar na hora de adotar uma alimentação vegana saudável. Leia a matéria Como ser vegano agora mesmo e confira. Realmente, quem tem contato com muitos veganos sabe que a regra – já que toda regra tem exceção – na adoção desse estilo de vida é o sucesso (entendido aqui como dar certo e ser gratificante).

Fica bem claro que as exceções, isto é, os fracassos, são aqueles casos de “comer qualquer coisa” e não fazer reposição de vitamina B12. Sim, veganos têm que tomar suplementos de vitamina B12. Ora, nada demais! Afinal, os carnívoros também vivem tendo que tomar suplementos e coisas assim. Aliás, com todas as doenças que os alimentos de origem animal causam, a maioria dos carnívoros acaba tendo que tomar muitos comprimidos na vida. E estes, infelizmente, não são simples suplementos nutricionais. São medicamentos, ou seja, produtos que sempre causam efeitos adversos (colaterais) e acabam prejudicando outros órgãos. Com a saúde proporcionada pelo veganismo, uma pessoa tem muita chance de não precisar de medicamentos. No mínimo, precisará de menos.

Produtos animais causam doenças e você ainda pergunta por que ser vegano?

É engraçado – ou não – o fato de que é comprovado cientificamente que carne causa câncer e que, na verdade, produtos de origem animal causam inúmeras doenças, tais como as cardiovasculares, diabetes e obesidade, e mesmo assim as pessoas consomem. Por essas e outras, para nós veganos, é muito irônico quando as pessoas questionam se é saudável se alimentar apenas com vegetais! São os produtos de origem animal que causam doenças.

Já a alimentação vegana evita doenças e melhora o quadro clínico de quem as tem. Ela previne doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade, entre outras condições, e ainda tem ação antiinflamatória. Por isso, melhora o quadro em doenças associadas a processos inflamatórios, como fibromialgia e artrite. Tais benefícios, baseados em evidências científicas, são apresentados em várias matérias publicadas aqui no Veganismo e Ciência. Agora, uma ressalva, tudo isso é meio óbvio. Afinal, a alimentação vegana evita tudo aquilo que os produtos animais causam! Então, não é a alimentação vegana que melhora a saúde. É a eliminação dos produtos de origem animal da dieta que faz isso! O que arruína a nossa saúde é o consumo de produtos animais. Fica muito mais simples entender por esse prisma, pois a alimentação vegana nada mais é do que não consumir produtos animais.

A parte difícil são os olhos vendados – Por que não ser vegano?

Há que se confessar que é cansativo explicar a mesma coisa todas as vezes. Depois de tantos anos de veganismo, de ver as mudanças tão positivas na própria pele, de ver como são abundantes os dados na literatura que atestam os benefícios da alimentação vegana, de conviver com veganos fortes e saudáveis, não é fácil continuar repetindo o mesmo discurso. É como se estivesse defendo algo que é óbvio, claro como o dia e que, misteriosamente – e frustrantemente – nem todo mundo enxerga. Ser vegano é olhar para os demais, não veganos, e parecer que eles estão de olhos vendados. Essa é a parte difícil.

Pense bem. O veganismo melhora a saúde das pessoas, do planeta e poupa os animais. Ou seja, com o veganismo, todo mundo ganha. Então, como entender o motivo de as pessoas continuarem consumindo produtos de origem animal? Alguém pode nos explicar? Esta matéria vem responder por que ser vegano. Mas quem aqui escreve só se pergunta, por que não?!

O consumo de produtos animais não é necessário

Se algum dia foi, o consumo de produtos animais não é mais necessário. Nem pela nossa saúde nem por razões sociais. A indústria da carne pode ser adaptar às demandas por produtos vegetais e muitas já estão se adaptando. A prova disso são os inúmeros produtos vegetais imitadores de carne, que vêm enchendo as prateleiras dos mercados. O artigo Como ser vegano agora mesmo apresenta algumas dessas opções. E muito do que se compra pronto, é possível preparar em casa sem grandes dificuldades. Na internet, há uma infinidade de receitas fáceis. Se quiser aumentar seu acesso a elas, participe dos grupos de veganos das redes sociais. Você receberá uma enxurrada de informações úteis, além do apoio de uma crescente, entusiasmada e acolhedora comunidade vegana.

De qualquer maneira, não é justificável manter o consumo de produtos animais com o pretexto de sustentar essa indústria. Não é justificável por tantos motivos e aí novamente bate a exaustão. Primeiro, o consumo desses produtos causa todos aqueles problemas de saúde que geram sofrimento e morte dos humanos, incluindo os pequenos e grandes participantes da indústria. Em segundo lugar, essa produção destrói o planeta. Gera mais gases de efeito estufa do que o próprio trânsito. Causa desmatamento, esgotamento de recursos hídricos, contaminação deste e do solo, perda da biodiversidade, tudo isso e muito mais cientificamente comprovado. Parte da literatura científica acerca desse assunto está citada nas matérias do Veganismo e Ciência.

As novas demandas geram novas oportunidades de atuação

Em terceiro lugar, a indústria dos produtos de origem vegetal, segue em franco e acelerado crescimento. Com isso, está gerando um mundo de oportunidades para a migração dos trabalhadores e empresários. Especialmente o crescimento dos números de veganos na Europa vêm impulsionando esse mercado no planeta, como noticiou recentemente o Veganismo e Ciência. E todos sabem que, neste mundo globalizado, a tecnologia – incluindo aquela ligada ao mercado de alimentos – que chega aos países desenvolvidos não demora a chegar aqui.

Por que ser vegano? Que tal pelos animais?

Em quarto lugar, aquilo que, para um vegano, é o podium – os animais não humanos. Aqui, muito se falou sobre algumas das vantagens para os humanos. Agora, se há tantas vantagens, se, de fato, não precisamos dos produtos animais, por que motivo continuar com essa matança? Por que continuar com essa tortura cruel e perversa? Animais têm consciência, sentem dor, medo, frio, aflição, desconforto, como nós! São seres indefesos e inocentes. Não há como justificar atos tão cruéis se eles não são definitivamente necessários.

Se você tem alguma dúvida sobre a crueldade a que os animais são submetidos na produção de carne e outros produtos animais, como leite e ovos, assista alguns dos vários documentários existentes na internet sobre o tema. Leia também as matérias aqui do Veganismo e Ciência.


Leia também:


Cursos Recomendados:

Livros e Ebooks: