Dieta baseada em plantas reduz PSA e biópsias
Ciências da saúde

Dieta baseada em plantas reduz PSA e biópsias

Uma dieta baseada em plantas, saudável, reduz o PSA – Antígeno Prostático Específico – e a probabilidade de encaminhamento para uma biópsia de próstata. Essa foi a conclusão de um estudo do Departamento de Urologia da Universidade de Miami, Estados Unidos. O PSA é uma proteína produzida pela próstata, glândula que faz parte do aparelho reprodutor masculino. Em exames clínicos, os níveis de PSA servem para indicar a possibilidade de problemas de saúde relacionados à próstata. Quanto mais altos os níveis de PSA, maiores as suspeitas de câncer de próstata. Os resultados do estudo foram publicados na revista científica americana Urology.

Os pesquisadores analisaram dados de 1399 homens com idades entre 46 e 63 anos. Esses dados fazem parte do National Health and Nutrition Examination Survey (NHANES) – uma pesquisa nacional sobre saúde e nutrição dos Estados Unidos. De acordo com os resultados, os pacientes cuja dieta era baseada em vegetais e mais saudável “tiveram uma probabilidade reduzida de ter um PSA elevado”.

Segundo a publicação, os resultados indicam que uma dieta baseada em vegetais pode reduzir a necessidade de realização de biópsia e a exposição aos riscos dos tratamentos das doenças relacionadas à próstata. “Essa descoberta pode ser incorporada ao processo de tomada de decisão compartilhada com os pacientes para promover escolhas de estilo de vida mais saudáveis ​​para reduzir a probabilidade de biópsia da próstata e a potencial morbidade relacionada ao tratamento”.


Referências bibliográficas:


Banner Página Livros 3

Cursos Recomendados:


Livraria Vegana


Comentários